quinta-feira, 10 de maio de 2012

Cinto muito

Ta aí um item que muita gente não dá bola. Não, claro que não vamos fazer aqui uma apologia ao uso do cinto e etc. Mas é que muitos homens, por não darem bola pra ele, acabam cometendo erros que chegam a custar muito caro.

Por exemplo: cinto branco. Não rola, né? Ok, salvo algumas raríssimas exceções, é bom ficar longe dele. Principalmente se ele contrasta muito com a calça ou com o resto do figurino. Aquela lenda de que "o cinto deve ser sempre da cor da calça ou do sapato" não precisa ser levada tão a sério. Pelo menos quando a ocasião não pede absoluta formalidade e discrição - nesses casos o bom é ousar o menos possível. Para casamentos e festas onde existe alguma liberdade, opte por modelos clássicos de couro, com fivelas metálicas (prata, aqui, vem primeiro que ouro) e cores que, se destoarem do resto, que seja por pouco, sem ser nada gritante. No dia a dia, é permitido um pouco mais de ousadia, com modelos de tecido e até mais de uma cor. Fivelas muito grandes e chamativas merecem todo o cuidado - é melhor deixa-las com os cowboys de verdade.

Lembram daquela história de usar a camisa/camiseta pra dentro ou pra fora? Então, se você tem um modelo de cinto que o deixa orgulhoso, pode botar a camisa pra dentro da calça (pode ser só a parte da frente, deixando o resto pra fora) e mostrar o cinto pra quem quiser.



Nenhum comentário:

Postar um comentário