sexta-feira, 6 de setembro de 2013

O estilo do GQ Men of The Year 2013

No dia 3 de setembro (terça passada), aconteceu em Londres uma das premiações mais importantes da moda masculina: o GQ Men of The Year.

Em sua 16ª edição, o evento contou com a presença dos mais elegantes convidados. Atores, modelos, músicos e até arroz de festa capricharam no figurino. É por isso que, aproveitando o clima da sexta-feira, aqui vai uma galeria do que rolou na festa.

E para os mais interessados, aqui vai a lista dos vencedores.

Pharrell Williams e Noel Gallagher capricharam bastante. O primeiro, com um smoking texturizado e o segundo com um conjunto azul marinho foram destaque por fugirem do comum.

Dan Stevens já foi eleito algumas vezes um dos mais elegantes homens do Reino Unido. Todos concordamos.

Os Arctic Monkeys, como sempre, souberam manter o título de banda estilosa mandando ver em ternos bem cortados e combinações certeiras. Uma breve ressalva para Alex Turner (esquerda) e seu visual Charlie Harper.

Eddie Redmayne é outro que sabe se portar em eventos desse porte. Sua fama de um dos homens mais bem vestidos da Inglaterra também segue intacto.

Jeremy Piven, nossa referência da semana, fomentou tudo aquilo que dissemos sobre ele na última quarta-feira. Simplicidade e sabedoria por trás de figurinos interessantíssimos.

Miles Kane é hoje um dos músicos mais charmosos que existe. Isso fica nítido quando vemos Miles vestindo um terno claro e ainda assim ser considerado um dos destaques da noite.

Russel Brand e suas calças apertadas demais. Se bem que dessa vez o erro maior não foi na calça. A bota branca e o lenço exageradamente estampado poderiam ter ficado com a Katy Perry na separação dos bens.

David Gandy é outro que segue intocável no seu posto de mais elegante do Reino Unido. O smoking de três peças trouxe o toque clássico que fez a diferença.

Foi só deixar a boina de couro para trás para Samuel L. entrar para a lista dos mais elegantes. As texturas variadas ajudaram o visual todo preto a não ficar tão monocromático.

Michael Douglas é um cara sábio, de visão apurada. Tão sábio que ele sabe que um smoking azul marinho pode ser tão ou mais charmoso do que um preto.

Douglas Booth soube escolher cores e tecidos menos tradicionais com sabedoria, sem nunca ousar, nem ficar no lugar comum. Digno de quem vai viver Romeu no cinema.

Tom Hiddleston nunca erra. Nem mesmo quando combina tecidos diferentes. E mesmo assim tem muita gente chamando ele de Loki.

Nenhum comentário:

Postar um comentário