domingo, 9 de outubro de 2011

Figurino de cinema

Uma das coisas mais bacanas de fazer quando vamos no cinema é reparar no figurino.
Não somente nos filmes de época e fantasia.
Muitas vezes, nos filmes mais simples, estão os figurinos mais interessantes. Em alguns casos, o figurino traz, intencionalmente ou não, uma cara para o filme e seus personagens, ajudando no clima do filme e a compor o personagem, suas características e estilo.

A seguir vão alguns desses filmes com o figurino marcante e que valem a pena reparar:


A Origem (Inception)
Esse é um filme que o conjunto visual é incrível. Não só pelos efeitos especiais impressionantes, mas pelos cenários surreais e o figurino impecável. Cada personagem é completamente diferente do outro e o figurino ajuda a construir a identidade de cada um muito bem, seja mais sério, desleixado ou engraçado.


Os Reis do Iê, Iê, Iê (A Hard Day's Night)
Um clássico. Puxa vida, são os Beatles. Por si só eles já são uma grande referência de estilo. Nesse filme de quase 50 anos, eles vestem roupas que podem ser usadas nos dias de hoje, sem, em nenhum momento, parecerem caretas nem mesmo retrô.


Amor a Toda Prova (Crazy, Stupid, Love)
Comédia romântica? É, mas não é tão bobinha quanto parece. Em se tratando de figurino, esse filme é excelente. O personagem vivido pelo Steve Carell ganha uma aula de estilo do personagem do Ryan Gosling. Ambos dão dicas de roupas e combinações bacanas e isso em dois homens completamente diferentes.


Um Bom Ano (A Good Year)
Um filme que o personagem herda um vinhedo no interior da França não tem como não ser uma referência de estilo. O figurino, mesmo que simples, consegue mostrar belas características da moda dos dois países presentes no filme: Inglaterra e França.


O Curioso Caso de Benjamin Button (The Curious Case of Benjamin Button)
Esse é outro filme cujo conjunto visual é fantástico. O filme conta a vida de um homem que nasce velho e fica mais jovem com o passar do tempo. Ele passa por quase 80 anos da vida do personagem, com figurinos de quase todas as décadas do século XX de forma impecável.


Agentes do Destino (Adjustment Bureau)
Neste filme, o personagem de Matt Damon é perseguido por agentes do destino, que controlam o curso da vida de todas as pessoas na Terra. Loucura? Claro. Mas o que interessa (agora) é o figurino, porque os agentes do destino podem ser estranhos, mas sabem como se vestir.


500 Dias Com Ela (500 Days of Summer)
Acho que foi a partir desse filme que eu comecei a reparar os figurinos do cinema. É um dos melhores exemplos onde o figurino ajuda a construir o personagem. O filme todo é uma aula de direção de arte e visual, com cores e elementos sempre combinando e um figurino que é a cara de cada personagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário